SEFAZ do Maranhão assume emissor fiscal gratuito

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

nfeEm comunicado enviado pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (SEFAZ) no início de 2017 esclareceu sobre as modificações e suspensão da descontinuação do emissor gratuito de NF-e e CT-e.

De acordo com o órgão, outro estado assumirá o comando do programa para dar continuidade ao emissor, que ainda é utilizado por uma pequena parcela de microempresários.

Leia a nota na íntegra:

“A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo firmou parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) para atender uma parcela de contribuintes que ainda utiliza os emissores gratuitos de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e). A Fazenda irá transferir ao Sebrae a solução gratuita e, a partir de julho de 2017, a instituição passará a disponibilizar e atualizar as versões do aplicativo para as empresas. Ate esta data, a Fazenda paulista manterá o aplicativo em normal funcionamento. Além do Sebrae, a Secretaria da Fazenda do Maranhão também oferecerá o serviço gratuito, a partir do código fonte cedido ao governo maranhense pela Fazenda paulista.”

Com essas mudanças, o serviço continuará normalmente até a troca de responsabilidade entre as entidades.

Para a proprietária do mini mercado Arantes, Maria Aparecida Arantes, a permanência do serviço veio em boa hora. “Estamos preocupados com a situação econômica e preferimos conter os gastos, mas teremos que aderir a um sistema com emissão de nota, pois hoje perdermos muito tempo para fazer uma nota”, afirma.

Segundo José Moura, presidente do grupo Moura Informática, o aplicativo é uma alternativa para quem não pode pagar. “Porém o serviço não é eficiente por conta do tempo que leva para preencher todos os campos da nota. Hoje há softwares que são integrados e auxiliam o empresário na correria do dia a dia. Ele pode emitir uma nota com poucos cliques”, garante.